5 de nov de 2008

PESCADOR NO RIO DOCE



Tarefa árdua, atualmente, para estes profissionais que dependem do rio para a sobrevivência.

5 comentários:

Kátia Campos disse...

Nossa, muito lindo!

Aqui fico repetitiva demais. Mas não tenho outra palavra...

Gilson disse...

Caríssimo Professor:
As fotos postadas são realmente coisa de profissional. Representam importante registro da beleza de nossa cidade e da competência profissional sua. Parabéns.
Há um senão: As duas fotos tidas como da Rua Prudente de Morais na verdade são da Av. Brasil. Confira.
Um grande abraço.
Gilson

Leonardo Morais disse...

É verdade, Dr Gilson, brilhante observação quanto à localização da foto, que inclusive, já fiz a correção. E muito obrigado pelo seu comentário, é isso que nos incetiva a procurar fazer, ou tentar fazer, sempre o melhor. Um grande abraço.

Patrícia Pereira disse...

Se não preservarmos o rio Doce e as comunidades ribeirinhas tradicionais, não veremos mais imagens belíssimas com essas daqui a algum tempo. Cuida do nosso rio Doce, gente!!!
Patrícia Pereira

Leonardo Morais disse...

Amiga Patricia Pereira, brilhante seu comentário, faço coro ao seu apelo e coloco meu blog como canal para opiniões e sugestões neste sentido. Vamos cuidar do rio. Desde já faço um convite a todos que tiverem a oportunidade de ler este post, começa hoje na Univale o "Workshop Agua, Diversidade Cultural e Território", vale a pena. Haverá, também, paralelo ao evento uma mostra de fotografia.